Buscando Saber

Buscando Saber: quem somos nós?

Surge de um casual e feliz encontro entre a artista plástica Juçara Costa e o filósofo Angelo Campos, ocorrido no espaço Mendja – Jardins do Buda da Medicina, em Macacos/MG, a 02 de novembro de 2017. Numa palestra proferida pela professora Maria de Lourdes Gouveia sobre o tema da morte, evoca-se uma referência ao pensamento de Epicuro de Samos.

Nesta ocasião, nossa artista tem a intuição de convidar o professor Angelo para oferecer aulas de Filosofia em seu ateliê, na época localizado na Rua Nunes Vieira. O primeiro encontro contou com a participação da psicóloga Cecília Karam e da escritora Kátia Romano. Nascia assim o Buscando Saber, em uma atmosfera de arte, cultura e interesse pelo despertar da Sabedoria. Os encontros seguintes foram brindados com a presença de amigos e convidados queridos como o escritor Olavo Romano, os diretores de teatro Kalluh Araújo e Jair Raso, além de saudosos amigos do Consulado da Itália, Fausta Giulia Finocchi e Francesco Scaglione.

Em encontros regulares todas as sextas feiras, buscamos saber algo mais sobre mitos, história da Filosofia, conceitos filosóficos, pensadores e pensadoras de todas as épocas, sempre saboreados ao gosto de café, do vinho e, sobretudo, na presença desse círculo de amizades e buscadores do saber.

Aos poucos foram chegando mais e mais companheiros e companheiras, pessoas interessadas na descoberta desses elos culturais que nos irmanam às “várias faces do Amor”, ao “mundo das ideias”, ao “Jardim de Epicuro”, à “Cidade de Deus”, à “Utopia”, aos “Mundos Infinitos” e ao “desvelamento do Ser” desse Grande Sertão de nossa jornada, nossas travessias.

A cada semana um tema, uma grande história que, uma vez vivida, possibilita novos portais para abertura de consciência a esta fonte infinita de sabedoria que nos orienta cada vez mais ao pensamento crítico, a um olhar inovador sobre o que nos parece comum e, em certa medida, até mesmo a uma saudável desorientação sobre tantas supostas certezas acolhidas.

Entre tantos encontros e conceitos, nossos momentos presenciais contam também com práticas especiais como consultas às máximas oraculares de Delfos, pão e vinho de um momento epicureu, o transbordo da embriaguez de uma iniciação dionisíaca e o vinho poético do persa Rubaiyat, práticas surgidas espontaneamente mediante o carinho e a ligação afetiva que passaram a caracterizar esses momentos. Então somos assim, conhecimento e experimentação.

Atualmente nos reunimos virtualmente todas as sextas feiras, às 15h00, acolhendo os visitantes e aqueles interessados em trilhar conosco esse caminho amoroso que é sempre o de quem está Buscando Saber! Somos nós, Juçara, Angelo, Kátia Romano, Alice Scalioni, Sônia Tereza, Sônia Lobato, Mário Santiago, Aparecida, José Luiz, Margot Garrida, Laene Freire e vários amigos visitantes que tanto nos honram, incansáveis buscadores do saber.

Ah, pra não deixar de registrar essa observação: o pensador responsável por disparar a intuição da criação deste grupo foi Epicuro de Samos, do século III a.C. criador do famoso Jardim. A expressão que nos chega é aquela encontrada nas ruínas de Enoanda, Turquia, considerada parte da última grande escola do Jardim:

“As várias regiões da Terra, dão a cada povo uma pátria diferente. Mas o mundo habitado oferece a todos aqueles capazes de amizade, uma única casa comum: a Terra”.

E no tempo que nos toca viver, somos chamados a este cuidado de nossa casa comum. Caminhemos!

Vídeos

Konektando Arte e Filosofia

A passagem - uma conversa com Angelo Campos.